FALA+DESENHA – Como criar histórias? A2N06


  • HEY galera,

    Muitos artistas tem dificuldade da hora de criar alguma coisa. Existe um medo da cópia e da crítica, normalmente isso é contraposto por aquele que acreditam ter criado a melhor história do mundo, já vi alguns exemplos assim e conheci um que me deixou impressionado com a prepotência que tinha a respeito do próprio roteiro, o chamando de tesouro e ouro como se não pudesse nem citar uma sinopse pois todo mundo iria querer roubar e quem fizesse a história seria rico, famoso e conquistaria o mundo. O que é uma tremenda babaquice você sabe. Se você é esse tipo de pessoa , por favor pare!
    Entre os humildes que têm consciência da dificuldade de se criar uma boa história com um bom argumento e boa trama vou tentar passar algumas pequenas dicas de por onde começar. Espero que elas ajudem você.

    Veja o vídeo:

    Clique AQUI para ver o vídeo entrevista do Ivan Querino com o Murilo Gun sobre Criatividade

     

    Caso queira ver mais sobre o assunto, leia o texto abaixo onde exploro um pouco mais sobre o tema:

    CRIAÇÃO DE HISTÓRIAS.

    As pessoas ligam a capacidade de criação com a criatividade, o que de fato está certo, o que as pessoas erram é em acreditarem que assim como dom, criatividade é uma característica presente no genoma de uma parcela da população e se acreditam fora dessa parcela. Então posso afirmar com convicção que a primeira coisa que te impede de criar uma historia é acreditar que não é capaz de criar uma história boa.

    Uma vez que você perdeu o medo de criar, e esta disposto a tentar. Existem alguns exercícios que você pode se propor a fazer ,que talvez sejam o que desperta inatamente a vontade de criar historias em algumas pessoas, mas você não deve se sentir culpado por isso não ter vindo naturalmente pra você. Com certeza existem coisas que vem naturalmente para você que não vem para uma boa quantidade de outras pessoas e isso não é um demérito delas, considere-se esforçado por estar buscando aprender isso e ter conhecimento, pois isso sim é um mérito seu.

    Todos temos inspirações, obras que gostamos e somos fãs em sua maioria, porém sabemos que não existe nada perfeito nesse mundo e mesmo as obras que julgamos perfeitas não o são de fato, elas possuem defeitos e possuem pontos que você deve imaginar:

    “Hmmm… talvez isso ficaria melhor de outra forma”

    E essa é a sensação básica para a vontade de criar sua história, você ve algo que você gosta mas enxerga as partes que faltam naquilo, ou que você mudaria, que faria diferente ou tiraria completamente e independente de estar certo ou errado, de ser melhor ou pior, você faria de uma outra forma, de um jeito seu.

    Os autores levam isso em níveis, ter vontade de mudar certos acontecimentos de obras que se consome, seja lendo, ouvindo, assistindo ou jogando é natural em quase todas as pessoas, a partir daí separamos em grau, há pessoas que reclamam das coisas que elas alterariam e não fazem nada, há aquelas que resolvem refazer aquela mesma obra apenas alterando os pontos que elas gostariam ou acrescentando outras coisas a sua maneira (os chamados fanzines ou doujinshis) e há pessoas que usam tudo isso que elas veem que falta em obras que ela gosta e decidem fazer algo novo, sem relação direta com aquela ou aquelas obras fazendo algo totalmente seu.
    O objetivo de alguém que quer criar histórias é estar no 3º grau apresentado aqui. E como fazer isso?

    Consumindo muito conteúdo, analisando esse conteúdo de forma crítica e praticando a criação de histórias. Pois é, nada nunca vem sem prática, você só aprende quando faz e na maioria das vezes aprende quando faz ERRADO. Então não tenha medo de praticar.

     

    É normal ouvir de autores e criadores que eles se abstém de ver outras obras para não serem influenciados e acabarem por copiar certos aspectos de outras obras ou tornar sua obra menos autoral.

    Como autor eu entendo essa afirmação porém acho ela errada, uma vez que tudo que você sabe hoje você, aprendeu de algum lugar, e tudo que você faz você tira de algum lugar, por mais que os pontos estejam separados em fatos totalmente desconexos, eles vem de um plano externo à sua mente e são encaixados e unidos naquilo que você cria e chama de autoral, toda criação parte de alguma fonte, de mais de uma normalmente.

    Por isso ao contrário do que se fala, eu indico sim que você veja muitas obras, principalmente obras que tenham relação com aquilo que você está se propondo a fazer.

    usando um exemplo real, eu sempre procuro por exemplo ver obras com temas pós-apocalípticos para me inspirar e me guiar em Hooligan, afinal quanto mais eu conhecer desse tema melhor eu posso explorar ele. Afinal, como você vai saber se sua obra é original se você não vê as outras obras com o mesmo tema que a sua, no inicio eu não conhecia nenhuma obra que tratasse do pós 3ª guerra da maneira que eu abordava em Hooligan o que me criou uma falsa sensação de originalidade, e realmente existem poucas, mas vi outras obras com temáticas muito parecidas, o que prova a afirmação que fiz anteriormente. Você só tem como saber se sua obra é original se você conhecer todas as outras, então essa afirmação de não ver outras obras para não ter influencia, por mais bonita que pareça serve mais para se defender no caso de aparecer alguma obra idêntica a sua e você poder dizer para si mesmo que não a copiou, pois não conhecia aquela obra. O que no mercado não vale de nada, servindo apenas para satisfazer seu ego.

     

    Comente o que você achou e dê sua opinião, será muito importante para nós!

    Obrigado por ler/assistir e até o próximo post galera! ^^

    Posts Relacionados

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *